22 de maio de 2009

E começa a Lenda do Lobo...

Em 1991 a Capcom lança o arrasa quarteirões Street Fighter 2, arrematando uma imensa legião de fãs pelo mundo inteiro. A SNK em resposta a esse super hit da Capcom, resolve lançar 20 de Dezembro de 1991, Fatal Fury: King of Fighters (conhecido no Japão como Garou Densetsu - Shukumei no Tatakai ou A Lenda do Lobo Faminto).

O game tinha um enredo muito interessante, típico de filmes da época. O jovem Terry Bogard desembarca em South Town que era dominada pelo mafioso Geese Howard, juntamente com seu irmão Andy Bogard e Joe Higashi (conhecido de Andy em outros torneios), entram no torneio de artes marciais criado por Geese. Ao avançarem nas batalhas Geese desperta certo interesse nos rapazes até descobrir que dois deles eram filhos de Jeff Bogard. Jeff e Geese foram discípulos de mestre Tung Fu Rue, mas devido ao mau caráter de Geese, Tung resolve ensinar as artes secretas de seu estilo somente a Jeff, causando uma imensa inveja ao excluído. Após esse acontecimento, Geese se envolve com maus elementos e depois de um tempo retorna para se vingar de Jeff. Geese assassina Jeff, deixando assim Terry e Andy órfãos logo cedo. Os dois crescem sendo treinados pelo mestre Tung e ao alcançarem certa maturidade partem para aperfeiçoar os seus conhecimentos. Após dez anos da morte de seu pai, Terry e Andy retornam a sua cidade natal a fim de encontrar e se vingar do assassino de seu pai, e assim as cortinas de uma ótima trama se abrem ao publico.

O game em si não era o que realmente o que todos esperavam, mas ele tinha seu glamour, enquanto Street Fighter desenvolvia as formas de comando como os famosos Hadouken’s e Shoryuken’s ( Meia-Lua, ¼ de lua e Z) a SNK se preocupou em trazer uma jogabilidade diferente para os games de luta, ela criou um esquema de dois planos de batalha, algo que lembrava um pouco os games de beat’n’up da época, porém você tinha que executar um comando para a troca de lado, era muito interessante a jogabilidade do game, porém os comandos eram muito precisos para serem executados. Os cenários eram bem mais animados e movimentados do que o seu concorrente da época, eles tinham um atrativo que praticamente nunca fora usado em games até hoje, ao se passarem os round’s o tempo ia mudando (começava de manhã, depois vinha a tarde até findar-se a noite), o cenário de Tung era o mais interessante, ele começava com o tempo escuro, pronto para se iniciar uma tempestade e ao fundo relâmpagos ameaçadores sem contar com os efeitos sonoros do mesmo (eu viajo nesse cenário até hoje), no 2º round esta de tarde com uma forte chuva e o 3º esta de noite com o toró comendo solto. As músicas dos cenários eram legais bem animadas, várias músicas desse game são marcantes, elas têm um toque especial da época. Já os efeitos sonoros eram um pouco fracos, eles tinham um efeito muito sintético e isso deixava as vozes dos personagens e efeitos sonoros muito parecidos, caindo rapidamente na monotonia, mas como dito antes, as músicas do cenário o salvarão com certeza.

*Esquema de dois planos de batalha

*Cenários

Uma coisa interessante que tinha nesse game era quando outro jogador resolvia entrar contra, para os dois jogadores saírem no tapa entre si, primeiro os dois tinham que derrotar o adversário controlado pela maquina, ao derrotarem juntos o oponente eles poderiam resolver a rixa. Esse esquema mais tarde, em 1995 foi copiado pela Capcom no seu magnífico Street Fighter Zero e foi nomeado de Dramatic Battle.

*Dramatic Battle

Ele também foi um dos primeiros jogos que começou a colocar animações que iam contando o enredo do game entre as batalhas, esse tipo de animação foi seguido por outros títulos da SNK aproveitando ainda mais o poder da placa da empresa.

*Animações

O game disponibiliza 11 personagens, sendo somente três deles jogáveis no modo de 1PLAYER (Terry, Andy e Joe), e os outros oito somente o CPU podia controlá-los (Richard Myer, Michael Max, Tung Fu Rue, Duck King, Hwa Jai, Raiden, Billy Kane e Geese) desses oito personagens dois eram mid-boss (Raiden e Billy Kane) e um o final-boss (Geese).

*Personagens

A Takara licenciou o game na época e assim fez conversões para os 16bits (SNES & Mega Drive). Porém ambas as versões saíram com várias deficiências gráficas, sonoras e jogabilidade.

SNES: A versão do console da Nintendo saiu em 20 de Novembro de 1992. Foi uma conversão bem sofrível, feita nas cochas. Logo de cara se percebe a falta da abertura, ao invés daquela animação em que mostrava os personagens em cima de uma montanha olhando para o horizonte colocaram uma tela preta com um texto que já dava narrativa básica do game. O mapa em que se escolhe o 1º oponente tem a ordem troca em relação à versão de Neo Geo. Após essa falta tremenda ao entrar no game você percebe que as letras são menores e de tonalidades diferentes, na tela VS se percebe nitidamente isso, sem contar na ausência do narrador apresentando os lutadores. Logo em seguida entra uma tela escrita WAITING, algo como um load time, putz grilo, load em game de cartucho é duido. Ao começar a luta se percebe a ausência novamente do narrador ao dar inicio ao combate, se escuta somente o FIGHT com uma letra bem menor novamente. Como se não bastasse a falta de alguns efeitos sonoros, também foi retirado o sistema de dois planos de batalha, e com isso a perda de alguns golpes e quadros de animação dos personagens. A jogabilidade teve algumas alterações também, alguns golpes mudaram a forma de serem executados e não respondiam muito bem. Os personagens têm os gráficos bem definidos até, mas os cenários têm perdas bruscas e as cores são um pouco fracas. Ao derrotar o inimigo o só mostra o rosto do seu personagem, não o oponente todo estourado, não sei ao certo se foi censura ou corte mesmo, mas a animação não esta lá... E aproveitando as animações, aquela que aparecia o Geese acompanhando o desempenho do seu personagem também sofreu corte, agora simplesmente aparece o rosto de Geese na tela e num colocaram as alterações de comportamento dele, é uma imagem simples. O bônus também foi trocado, ao invés daquele em que tinha-mos que ficar apertando o botão feito loco, colocaram um que vinha uns pneus e agente tinha que bater neles. No modo para dois jogadores, o 1º Player podia controlar somente os três personagens principais e o 2º Player ao dar um toque para baixo na tela de seleção de personagens podia escolher os outros, até mesmo o chefão Geese. Foi retirado também o modo Dramatic Battle. Em 1993 saiu a versão americana do game, mas saiu da mesma forma que a japonesa.

Mega Drive: A versão do console da Sega demorou um pouco para chegar, foi lançada em 23 de Abril de 1993. Assim como a versão do concorrente, tiveram muitos cortes, como a ausência de dois personagens (Hwa Jai [esse podia ser visto ao fundo do cenário de Duck King, no mesmo local em que antes ficava o Richard Myer] e Billy Kane [já Billy fazia uma presença no cenário de Richard Myer]), as letras dessa versão ficaram menores do que a do SNES, os cenários estavam ainda mais sofríveis do que a do SNES, o áudio era menos irritante do que a do concorrente, mas também era fraco, e pelo fato de o Mega Drive ter mais canais de áudio (10 canais do Mega contra oito canais do SNES) ele reproduzia mais efeitos sonoros, mas mesmo assim ainda só se ouvia o FIGHT antes de cada round, o narrador não falava o nome dos personagens. Também não tinha o modo Dramatic Battle e os Bônus do game desaparecerão por completo. Para compensar tantas perdas, o game continha uma abertura, diferente da original, mas pelo menos tinha uma la para mostrar algo e não uma tela preta com textos, duvido que algum de nós quando éramos criança entendia aquilo. Também tinha os dois planos de batalha, os personagens eram menos definidos em relação ao concorrente, mas eram mais coloridos e na época aparentavam superiores ao SNES, tinha a tela que mostrava o oponente arrebentado e as animações do Geese entre as lutas, sem contar que para suprir a falta dos dois personagens e o bônus, foram colocados uns desafios propostos por Terry, Andy e Joe durante as batalhas (na versão original não se enfrentava eles de forma alguma, só se fosse um versus 1Pvs2P). A jogabilidade era bem mais rápida e os comandos respondiam super bem, até melhores do que a versão original de Neo Geo.


*Minha Avaliação

*Abaixo, algumas imagens comparando as versões de Neo Geo, Snes e Mega Drive.

*Capas e Artworks

*Abertura Arcade

video video video

*Abertura Mega Drive

video

*Comercial de Neo Geo e SNES


video video

7 Comentários:

Mahazine Games disse...

Tentei de todas as formas arrumar essa formatção mas ela fico horrivel, por isso esta dessa forma, me perdoem

Adriano Rezende disse...

Pô ficou animal. Detalhadissimo!! A formatação é mero detalhe.
HAHA Curti pra caramba esse quadrinho de avaliação! Muito bom!
Agente pode começar a adotá-lo em todas as análises(reviews).
Parabéns

Mahazine Games disse...

Que bom que você gostou cara, fiquei uma semana e meia só colhendo informações jogando e vendo cada detalhe de todas as versões e montando as print de cenários e tals, deu uma trabalheira danada, rsrrs... E em relação a esse quadro de avaliação eu fiz da forma mais simples e montei uma tabela no word, copiei o template do blog, e colei no word e selecionei para a imagem ficar atraz da tabela ai dei uma transparencia suave nela e dei um print novamente e depois fiz aquela moldura com as contas arredondadas... mas axo que da para nós fazer-mos coisa melhor, é só conversarmos com o resto do pessoal, colher informação de programas de edição de imagem e chegarmos num veredito maneiro

Danilo C. disse...

Malandro, já gastei muitas fichas nesse bendito jogo..

Bruno disse...

Gostei da ideia de padronização desses detalhes. Vai enriquecer o projeto gráfico e facilitar nossa vida. Posso bolar uns esquemas, se interessarem...

Adriano Rezende disse...

Opa demoro! Acho que vc é o cara com mais qualificações no grupo pra ver esses esquemas de gráfico.
abrçs

Mahazine Games disse...

Nossa cara... que maneiro, podemos também combinar um raciocinio de avaliação, porque sinceramente é um poco complicado, que nem no caso do game que fiz, as versões eram muito destintas umas das outras, mas levei em consideração o tempo deles, avaliei como seestivesse vivendo naquele tempo e as notas eram de 0 a 5, mas temos que ver uma relação legal também.