16 de maio de 2009

No início de sua carreira na F1, Rubinho Barrichello, dava dicas de como pilotar... no Mega Drive

Atualmente o piloto mais velho da Fórmula-1, o brasileiro Rubens Barrichello, teve seu início na fórmula mais famosa e talvez a mais importante do automolismo mundial em meados de 1991. Nesse tempo o Mega Drive dominava, era o videogame mais poderoso até então. Porém seu reinado começava a ser ameaçado por um console recém-nascido, chamado Super Nintendo e a guerra mais legal que já existiu, uma guerra boa, se dava início. Opa.. acabei me empolgando um pouco e desviando o assunto, a guerra dos consoles é um assunto pra um outro tópico hehe. Voltando em 1991, nessa época a clássica e eterna revista Ação Games começava a aparecer nas bancas, e em uma edição especial fizeram uma entrevista muito legal com o mais novo piloto da F-1 na época, Rubinho Barrichello, onde ele comentava e dava dicas de como pilotar no jogo Super Monaco GP para o Mega Drive.
Vale a pena conferir.

"Pô, isso faz um bom tempo mesmo, o cara ainda tinha cabelo! hehehe"

6 Comentários:

vgbrasil disse...

Nuss, Rubinho consultor de jogos! Agora que o jogo era bom, era mesmo. Era um dos menos piores que tinham na época.

Mahazine Games disse...

Eu não curtia muito jogos de Sport, mas Super Monaco GP de Mega Drive era o melhor da época com certeza, até surgir o Niguel Mansel de SNES, eu racho até hoje com o barulho do motor do carro, parece uma caixa de abelhas zunindo, zunmnmnnnnnnnnnnmmmmmmmmmm.... hahahaha, essa você desenterro mesmo, e ainda mais com o jovem Burrinho Rabichelo (quem aqui ja jogo o Human Gran Prix japones de N64?, o nome de todos estão trocados, ai o do Rubinho fico Burrinho, eu vi isso e axei um erro grave d+, mas vai ver que isso era para poupar direitos autorais). Muito bom mesmo.

Danilo C. disse...

Hhaushasuhasud caramba! Nessa época rubinho nem tava na formula 1.

Anônimo disse...

Tive a revista e o jogo. Gostava muito, mas não tinha nada de realista. Chegar a 428Km/h e fazer curvas fechadas a 300Km/h, não dá. Mas era legal.
Boa lembrança.

Retro Ilber disse...

Eu nunca fui fã do mega drive (apesar de hoje em dia jogar clássicos do mesmo), e nem de jogos de corrida dos anos 90 (exceto Mario Kart, bons tempos, F-Zero e Road Rash (tinha para game boy). O que me chamou a atenção foi o próprio Rubinho, o próprio, dando dicas para videogame.

Bruno disse...

Escarafunchei minhas caixas e armários hoje, pra dar uma arrumada na biblioteca/gibiteca. E não é que achei minhas Game Power, Ação Games e outras revistas de 20 anos atrás? Pura nostalgia!