4 de maio de 2009

O CASCA GROSSA DA CAPCOM

Alô Turminha!!

Estou de volta trazendo um clássico da CAPCOM.

Quem nunca riu ou se estressou jogando o bom e velho Ghost'n Goblins, seja na sua versão original para arcade ou na sua versão caseira, para o NES?

Pois é, esse joguinho era, e ainda é, o detentor do título game casca grossa. Eita joguinho difícil...
Rir mesmo, a gente só ria quando o Arthur recebia alguma porrada, o que era bem frequente rsrs, e ficava apenas de cuecas samba calção ou um Mago fdp transformava a gente num sapo ou num pato. Se estressar... bem, se estressar naquele jogo fazia parte da regra do game. No manual, com certeza, devia constar de alguma técnica Zen para ficarmos calmos quando algo estava dando errado, pois a vontade que eu tinha era de sacudir o console pela janela ou quebrar o arcade de raiva. Mas mesmo assim, era divertido.

Não... detalhe. A turma da CAPCOM achando que o jogo não era difícil demais, obrigava o sujeito a ter que terminar o game duas vezes para chegarmos no verdadeiro final e salvar a princesa Prin Prin, que diga-se de passagem, nem era tão gostosa assim... eita, rimou! rsrsrs.
Pois é turminha, Ghost'n Goblins ou Makaimura, Vila do Mundo dos Demônios, na tradução, é um game de plataforma lançado para os arcades em 1985 e em 1989 para o NES pela conceituada CAPCOM. A história era a mais pífia possível. Um Cavaleiro, de nome Arthur, percorre 8 estágios pra lá de foda detonando, zumbis, demônios e outras criaturas bizarras utilizando uma variedade de armas, para salvar a Princesa Prin Prin que havia sido raptada por um grande demônio.A versão do NES ficou marcada na história como o game mais difícil lançado para o console.
Ghost'n Goblins ganhou sua continuação em 1989 sob o título de Ghoul'n Ghosts, uma versão um pouco menos difícil mas com a mesma história do game anterior. A diferença nessa versão é que agora Arthur podia fazer upgrades de sua armadura e as armas ficavam mais fortes quando ele conseguia a armadura dourada. Essa versão foi lançada para Arcade, Master System, Mega Drive e Super Nintendo, está última sob o título de Super Ghouls'n Ghosts. O que diferia a versão do SNES das outras, no que se refere as habilidades do personagem, era que Arthur podia saltar e saltar novamente no ar; ou seja, dar um pulo duplo. O que ajudava bastante quando vc se via numa errascada. Nas outras versões ele podia atirar para cima e para baixo. É claro que ao longo do tempo a série foi ficando cada vez mais sofisticada, em termos de gráficos e trilha sonora, mas a marca registrada do game e que o faz ser lembrado até hoje é por ser um dos games mais casca grossa já criado para um console.
É isso amiguinhos. Grande abraço e até a próxima. 

Versão para arcade. "por favor insira muiiiiitas fichas"
Versão NES. Pra te deixar neurótico.

5 Comentários:

P.A. disse...

Pra mim o game mais difícil de todos os tempos!

Adriano disse...

Mano, esse game é o cão, nos video games eu nunca consegui terminalo, mas axo que se tentasse nos emuladores eu conseguiria huahuahua

Orakio "O Gagá" Rob disse...

Eu jogo videogame desde o Odissey, mas a primeira vez que eu vi um jogo e disse "uau, que maneiro" foi num fliperama, quando vi esse game.

João Bocadura disse...

Eu acho que o Ghosts'n Goblins irá sempre estar presente na categoria dos jogos mais bacanas, inovadores e difíceis da história dos games.

Jaiminho disse...

Lembram-se do esquema "TEMPO INFINITO"???? Eu fugia da escola na hora do intervalo, comprava umas pá de fichas mas usava só uma ficha (pra enganar o cara do flipper)*** depois de atirar 14 vezes na lápide, aguardava o tempo chegar a 0:02 segundos, dava o 15º tiro, aparecia a corujinha, ela soltava o encanto, vc morria porque acabava o tempo, e o encanto encostava na sua caveirinha...então LÁ ESTAVA VC, RESSUSSITADO, (5 segundos como um sapo), e TEMPO ETERNO!!!!! **** eu ficava no flipper o mesmo tempo das aulas restantes, chegava em casa com a cara de pau e o bolso cheio de fichas!!!>>